As 10 características de uma pessoa ciumenta; saiba se você é uma!

Os ciúmes se forem controlados são até bons para a relação; problema mesmo é quando eles se tornam doentios.


Sentir ciúmes é uma sensação bastante ruim tanto para a pessoa que sente como para que a provoca os ciúmes. As provocações muitas das vezes são involuntárias e se a pessoa for ciumenta demais, o convívio muitas vezes se torna até impossível.

 

Ciúmes são normais, principalmente quando se gosta ou tem apego à outra pessoa, mas o nível de intensidade é que é que deve ser medido. Em menor intensidade é até gostoso, mas em alto grau, se torna um problema.

 

De acordo com especialistas, ser ciumento é bastante revelador. Trata-se de um sentimento complexo e precisa ser trabalhado para não virar uma dor de cabeça no relacionamento.

 

Separamos algumas características de pessoas ciumentas, confira se você é uma pessoa assim ou convive com alguém do tipo:

 

 

1. Relações doentias

 

A pessoa extremamente ciumenta está sempre incomodada com situações muitas vezes comuns e normais. Passa a ser doentia uma relação assim. Tudo que o parceiro faz, ele precisa ser informado e cobra demais, está sempre vigiando e acha que o controle sobre a outra pessoa é o que o faz sentir amado.

 

2. Achar provas de infidelidade

 

Uma característica preocupante de pessoas muito ciumentas é que elas acabam querendo achar uma traição por parte do(a) companheiro(a). Mesmo não haja nenhuma traição, ela busca tanto e passa a querer que a traição ocorra, de modo a parar de sofrer e dizer para si: "Eu tinha razão". De acordo com psicanalistas, isso é uma necessidade que essas pessoas têm de justificar o comportamento doentio de tantas cobranças sem motivos.

 

3. Medo de perder o amor

 

A maior parte das pessoas ciumentas possui um medo muito grande de perder o seu amor. Para elas, não há medo maior e daí passam a promover situações extremamente comprometedoras e não conseguem ter um bom comportamento emocional. Perder é uma dor muito grande. Muitas vezes, esse medo de perder já vem de outras frustrações e acabam desaguando profundamente em uma crise de ciúmes no relacionamento. É preciso saber controlar esse medo e tentar confiar no(a) parceiro(a) que está ao lado, mas para o ciumento isso é uma tarefa quase impossível.

 

4. Ciumentos geralmente traem

 

Uma outra característica comum de pessoas ciumentas é que geralmente são traidoras. Por terem desejos, impulsos e fantasias para praticar a traição, acabam transferindo para o(a) parceiro(a) esse tipo de impulso e isso acaba fazendo florescer um ciúme dentro de si. Psicanalistas afirmam que homens e mulheres que são muito ciumentos, geralmente são os que mais traem. Essa não é uma característica relativamente igual para todos, mas na maioria das vezes, existe.

 

5. O ciúme vem da ansiedade

 

A falta de controle emocional ou dificuldade de controle de emoções, como queira dizer, é que faz florescer um problema de ansiedade. A partir de impulsos que não podem ser controlados, sensações e sentimentos por parte da outra pessoa, surgem os efeitos destrutivos dos ciúmes dentro das relações. Isso vira uma bola de neve, quanto mais ansiedade, mais ciúme, e vice-versa. Geralmente em tratamentos com pessoas que possuem ansiedade, há o diagnóstico de características de pessoas ciumentas, portanto um anda ao lado do outro.

 

6. A principal causa do feminicídio

 

Comportamentos machistas promovem crimes que são chamados de "passionais". No entanto, de uns tempos para cá, esse tipo de crime contra a mulher se tornou "feminicídio". Todo crime dentro de uma relação amorosa em que a mulher é a vítima é um feminicídio. É preciso tomar muito cuidado, pois o que começa com crises de ciúmes, podem se tornar crimes de feminicídio. Agressões, mesmo as que ocorram só com palavras, comportamentos machistas, devem ser podados desde o início, pois em grande parte, terminam em tragédias.

 

7. Forma de pensamento obsessivo

 

Uma pessoa ciumenta acredita mais em seus pensamentos do que em qualquer outra evidência que não comprove suas teorias conspiratórias. O ciúme é um pensamento obsessivo e fantasioso. Um solo fértil para alucinações e criação de situações muitas vezes inexistentes. Se há um comportamento obsessivo em uma relação, de qualquer forma que seja, há ali um problema de ciúme excessivo e deve ser corrigido.

 

8. Características adquiridas na infância

 

Muitos especialistas afirmam que geralmente as pessoas que possuem ciúmes excessivos, adquiriram esse comportamento ainda na infância. Nessa fase em que a criança está mais próxima dos pais, quando há algum conflito em casa, onde um se aproxima e o outro se afasta mais, a criança começa a criar comportamentos de rivalidades, ciúme e inveja. Até mesmo entre irmãos. O que se adquire de sentimentos e experiências no lar, quando na infância, podem se manifestar nas relações afetivas na vida adulta e os ciúmes doentios muitas vezes começam aí.

 

9. Ciúme pode despertar vontade no(a) parceiro(a) em fazer

 

Há relatos entre pessoas que foram ou são vítimas de ciúmes, que o comportamento doentio dos(as) seus(uas) parceiros(as), a desconfiança excessiva e as cobranças constantes, passam a despertar até mesmo a vontade em fazer o que elas estão desconfiando. Isso pode até mesmo abrir portas para a traição. O parceiro fica cansado de ser controlado e mal-interpretado e começa a buscar outras pessoas e explorar mais o mundo lá fora.

 

10. Virtude ou vício

 

Algumas pessoas enxergam o ciúme como virtude. Elas até mesmo aceitam isso em uma relação e acham isso normal. Mesmo as mais excessivas. Ele pode disciplinar a monogamia e garantir a exclusividade do amor. No entanto, até elas perceberem que o ciúme é prejudicial e pode chegar a promover "violência" dentro da relação, pode ser tarde. Especialistas dizem que quando ele é tratado como vício então, pode ser inclusive uma patologia grave. Em tudo há de se ter um controle, principalmente quando se há níveis de patologias. Portanto, muito cuidado!



Será se você é uma pessoa ciumenta ou está com alguém ao seu lado com estas características?

 

Veja atentamente ao texto, leia e releia, analise se seu relacionamento está neste nível. Se as características acima relacionadas fazem presentes na sua relação, é possível que vocês enfrentarão problemas relacionados a esse sentimento tão perigoso.

 

A maior parte das pessoas que passaram por experiências desse tipo relatam que os ciúmes devem ser evitados e podados desde o começo. Não há como um comportamento doentio ser considerado algo como normal, portanto resolva antes que vire um problema maior.

 

Mas se ainda assim, com todas essas dicas, você ainda quiser viver numa relação ciumenta, boa sorte, torcemos para que dê tudo certo; mas o aviso foi dado!